Blog
19
jun
vantagens de ser bilíngue

Descubra as vantagens de ser bilíngue para o nosso cérebro

19 de Junho de 2018 em Dicas de idioma

Não há dúvidas de que possuir proficiência em um segundo idioma é um dos requisitos para quem deseja se destacar no mercado de trabalho. Segundo dados da empresa de recrutamento Personnel Page, daqui a dez anos todas as vagas de emprego no Brasil exigirão inglês fluente. Além disso, conhecer uma nova língua aumenta as possibilidades de viagens e amizades internacionais. Entretanto, você já se perguntou quais são as vantagens de ser bilíngue para a sua saúde?

Confira neste artigo da Idiomátika todas as melhorias que a fluência em um segundo idioma causa em nosso cérebro.

Vantagens de ser bilíngue: qual o causador desses benefícios?

Uma pessoa bilíngue é aquela que tem facilidade de comunicação e conhecimento em dois idiomas. Na categoria, há três tipos diferentes:

– Composto: desenvolvem as duas línguas com um único conjunto de conceitos.
– Coordenado: trabalha com dois conjuntos de conceitos, utilizando um para convívio social e outro durante o processo de aprendizado.
– Subordinado: utiliza os filtros da sua língua mãe para aprender um novo idioma.

Geralmente, bilíngues compostos são crianças que possuem duas nacionalidades. Já os coordenados e subordinados se enquadram mais em adolescentes e adultos que precisam aprender a língua de forma mais tardia. Essas três categorias, apesar de não apresentarem muitas diferenças a princípio, tem distinções no cérebro.

O cérebro humano é dividido pelo hemisfério esquerdo, responsável pelas emoções e hemisfério direito, o lado da racionalidade. A flexibilidade do cérebro infantil permite que a criança transite com mais facilidade entre os dois hemisférios durante o processo de conhecimento, enquanto o adulto fica restrito a apenas um lado. Por isso, a criança possui mais facilidade para compreender os diferentes contextos da língua, enquanto o adulto utiliza o idioma de forma mais racional e não possui tanta facilidade no momento de aquisição da fluência.

De qualquer forma, é perfeitamente possível aprender inglês sendo adulto e ter uma boa fluência, assim como qualquer outro idioma. As vantagens de ser bilíngue permanecem as mesmas, independentemente da categoria em que a pessoa se encontre.

A primeira mudança importante e precursora de todas as outras é o ganho de densidade na massa cinzenta, que contém a maior parte dos nossos neurônios. Dessa forma, ao desempenhar conversas no nosso segundo idioma, algumas regiões do cérebro se tornam mais ativas do que em pessoas monolíngues. Tal fato causa inúmeras melhorias em processos cognitivos.

Conheça os benefícios

Retardo de doenças

De acordo com estudos, a perda das capacidades cognitivas acontece de forma tardia para as pessoas bilíngues. Idosos com fluência em duas ou mais línguas apresentam melhores resultados em testes de atenção e foco, por exemplo. Cientistas do Instituto de Pesquisas Rotman, no Canadá, descobriram que para essas pessoas, demências como Alzheimer têm o atraso de, em média, cinco anos na aparição dos sintomas.

Outra das vantagens de ser bilíngue é a maior proteção cerebral em caso de danos. Estudos realizados na Índia, com 600 sobreviventes de infartos, apontou que a recuperação cognitiva foi muito mais rápida do que nas pessoas monolíngues.

Mais inteligência

As alternâncias entre as línguas e os esforços que isso exige, melhoram a aptidão de alguém para interpretar significados e encontrar soluções para problemas.

Outro fato interessante descoberto através de estudos da Universidade de York, localizada no Canadá, é que alunos bilíngues têm a tendência de pontuar melhor em testes de matemática do que os alunos monolíngues.

Novas perspectivas e criatividade

Estudantes da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, descobriram que diferentes linguagens resultam em ações diferentes, pela lógica que cada idioma exige. Além disso, foi possível constatar que o cérebro de uma pessoa fluente em duas línguas é mais analítico e imparcial durante a tomada de decisões.

Essa característica tem efeito direto na criatividade do indivíduo. Isso acontece porque, a maior flexibilidade de ideias, o esforço constante para realizar associações e análise de problemas por diversas perspectivas melhoram os estímulos do cérebro para encontrar novas soluções para problemas.

Maior foco

Segundo testes de laboratório feitos na Northwestern University, o bilinguismo afeta a forma que o sistema nervoso reage ao som. Em situações e ambientes barulhentos, aqueles que possuíam fluência em outro idioma tiveram mais facilidade para processar as informações e bloquear sons irrelevantes.

Essa experiência comprova que a atenção e o foco são maiores naqueles que possuem habilidade em novos idiomas. Viorica Marian, autora do estudo, afirmou: “As pessoas fazem atividades para manterem suas mentes afiadas. Mas as vantagens que temos descoberto vem simples e automaticamente do conhecimento de dois idiomas”.

Facilidade para aprender uma terceira língua

Quando dominamos o processo linguístico necessário para adquirir fluência em um novo idioma, ganhamos mais preparo para fazer as ligações neurais para compreender uma terceira língua. Portanto, nossa mente se torna mais receptiva para o aprendizado, além de já possuir todas as vantagens de ser bilíngue que já apostamos ao longo desse artigo.

Se o seu objetivo é alcançar todas as vantagens de ser bilíngue, conheça a Idiomátika. O nosso método de ensino é personalizado e com aulas individuais, de maneira que todas as suas necessidades pessoais sejam atendidas, tornando o processo de aprendizagem mais fluido. Entre em contato conosco e conheça os nossos serviços!

Links úteis:
curso de espanhol para negócios
espanhol para negócios
curso de inglês para negócios

Compartilhar:
Últimos artigosCategorias