Blog
02
out
livros de gramática em espanhol em cima da mesa na biblioteca

Gramática em espanhol: quais são os erros mais cometidos?

02 de Outubro de 2019 em Dicas de idioma

A maior parte dos países vizinhos ao Brasil possuem o espanhol como língua nativa. Esse fator colabora para que empresas nacionais posicionem o idioma como o segundo na lista de requisitados para preencher uma vaga. Assim, desenvolver habilidade com a língua espanhola é uma boa forma de atingir oportunidades de crescimento profissional. Para tanto, é muito importante conhecer a gramática em espanhol e aplicá-la de forma correta.

Continue a leitura deste artigo e veja quais são os erros mais cometidos por brasileiros no aprendizado da língua!

Quais são os erros que vão de encontro à gramática em espanhol?

livro de gramática em espanhol

Por mais que o espanhol e o português possuam a mesma origem, por isso existem palavras similares – porém com significados diferentes, a gramática em espanhol obedece a diferentes regras. Deste modo, é comum que estudantes da língua possam ficar confusos quanto ao uso de alguns termos. Ao fim, é possível concluir que a língua espanhola pode ser reconhecida como um grande desafio para os brasileiros.

No âmbito comercial, no entanto, o espanhol é muito requerido. Isso cabe ao fato do Brasil ter relações comerciais que vão para além dos EUA e Europa. O mercado brasileiro também negocia com países que são membros do Mercosul. Esses, em sua maioria, possuem espanhol como língua oficial. Assim, aprender o idioma e usá-lo de forma correta pode ser um diferencial para abrir portas para novas oportunidades, dentro e fora do território brasileiro.

A seguir, separamos os erros mais cometidos e como solucioná-los. Confira!

Uso de “tú” e “usted”

Os termos “tú” e “usted” dentro da gramática em espanhol são considerados pronomes de tratamento. O primeiro, é considerado informal e o segundo, por sua vez, formal.

O erro na utilização, muitas vezes, está ligado a formação do “portunhol”. Isso é, devido ao fato de usarmos “tu és” em português, muitos iniciantes na língua deduzem que em espanhol será da mesma forma, o que é um engano. Embora em português o pronome “tu” seja seguido de “és”, em espanhol o correto é usar “tú eres”. Agora, quando se trata de usted, a forma ideal é “usted es”.

Dentro das corporações, é comum o emprego de “usted”, visto que é importante reconhecer a hierarquia.

“Mucho” e “muy”

O termo “mucho” em espanhol é definido como adjetivo ou advérbio, dependendo de sua colocação. Em geral, a aplicação é feita antes de substantivos e depois de verbos. Caso “mucho” for aproveitado como adjetivo, deve concordar com o gênero e número do substantivo ao qual se refere.
Agora, vale destacar que “muy”, por outro lado, é um advérbio de intensidade. Desse modo, acompanha outros advérbios e adjetivos.

Durante o aprendizado da gramática em espanhol, é comum que brasileiros confundam as diferentes aplicações por conta do significado final dos dois termos ser “muito”.

Omitir “a” em relação ao futuro

Diferentemente do futuro no português, em espanhol é fundamental fazer o uso do artigo “a’’ antes de ações que serão realizadas em um futuro próximo. Por exemplo, enquanto “vou comer” é correto no português, em espanhol deve ser transformado em “voy a comer”. Nesse sentido, o terceiro erro da nossa lista é a omissão do “a” antes de ações que indiquem futuro.

Veja alguns exemplos:

  • “voy a trabajar”;
  • “voy a dormir”;
  • “voy a la escuela”.

peças formando a palavra spanish

Pronome antes de nomes próprios

O quarto erro de gramática em espanhol comum aos aprendizes da língua é empregar o pronome antes de nomes próprios. Tal qual as falhas que foram citadas anteriormente, essa também pode ser justificada pela aproximação entre espanhol e português.

Desta forma, construções como “el Brasil es lindo” estão erradas. A melhor forma é: “Brasil és lindo”.

Concordar no negativo

“Tampoco’’ é a palavra em espanhol destinada a concordância referente a algo negativo. Dessa maneira, caso você queira concordar com alguém que diga “A mí no me gusta a bailar”, por exemplo, use “a mí tampoco”. Um erro típico em espanhol, nessa perspectiva, é obter respostas como “a mí también no”, semelhante à estrutura do português.

Confundir falsos cognatos

Por fim, não poderíamos deixar de falar a respeito dos falsos cognatos. Também conhecidos como “falsos amigos’’, eles são palavras que possuem significados diferentes do que aparentam expressar. Por conta disso, a semântica é definida como o campo da gramática em espanhol onde essa aproximação acontece.

Fizemos uma lista com alguns:

  • embarazada = grávida;
  • pelado = careca;
  • cadera = quadril.

No blog da Idiomátika você pode encontrar mais artigos que tratam a respeito desse e mais temas para enriquecer seu conhecimento! Como elaborar um excelente currículo em espanhol e as vantagens de aprender espanhol estão lá! Não deixe de conferir.

Compartilhar:
Últimos artigosCategorias